HOMEOPATIA, FLORAIS, FITOTERAPIA

Ao longo de 28 anos de existência - e ainda hoje- é comum ouvirmos, no balcão da Farmácia, perguntas sobre a diferença entre Homeopatia, Florais e Fitoterapia.
Nos propomos então, neste site, conceituar estas áreas importantes da chamada Medicina Alternativa e/ou Complementar.

A Homeopatia e os Florais são abordagens terapêuticas de natureza física, explicáveis por conceitos trazidos ao conhecimento por um fenômeno fisico denominado Ressonância Mórfica; atuam nos organismos por INFORMAÇÕES e não por REAÇÕES. Esta diferença é responsável, entre outras coisas, pela dificuldade de aceitação por pessoas que, embora de amplos conhecimentos, possuam formação mais baseados na Química.

A Homeopatia existe há mais de 200 anos, com comprovada eficácia clínica durante todo este período, embora sempre "questionada"por não obedecer aos fenômenos químicos que a ciência ortodoxa dela espera e exige. Os Florais surgiram na década de 30, num período do século XIX reconhecido hoje pelo iluminismo expresso em diversas áreas do conhecimento humano, quer científico, social ou espiritual.

A Fitoterapia, existente desde os primórdios da humanidade, é uma abordagem terapêutica que atua por reações químicas porem com ação sinérgica, isto é ação do conjunto de princípios ativos que formam aquela planta ou parte dela.

A Indústria Química Farmacêutica inúmeras vezes isola do extrato de uma planta um dos seus princípios ativos e "remonta"esta molécula para uso como princípio medicamentoso alopático.

Vale ressaltar que todas as abordagens terapêuticas conhecidas possuem o seu valor: a arte de curare de servir depende da boa escolha, no momento certo, para cada necessidade..

Maria Amélia